MITOS ISLÂMICOS

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Israel culpabilizado pelas violações levadas a cabo por muçulmanos

Segundo Yehuda Bello, blogueiro israelita cujos interesses incluem a Noruega, as mulheres da cidade de Oslo estão a ser vítimas de uma onda de violação sem precedentes. A esmagadora maioria desses abusos sexuais são levados a cabo por budistas hindus Judeus Cristãos muçulmanos.

Bello, que entende a língua norueguesa e possui contactos entre os locais, reportou 48 abusos sexuais entre Janeiro a Outubro, 45 deles levados a cabo por muçulmanos. Nos primeiros 6 meses de 2011, 208 mulheres norueguesas da cidade de Oslo queixaram-se de tentativa de violação e violação. Em todo o país, 929 violações e tentativas de violação foram reportadas desde o início do ano.

O mesmo blogueiro ressalva que a Noruega é o país mais avançado no que se trata de conferir direitos às mulheres. No entanto, a podridão do politicamente correcto impede que se reportem com mais profundidade as violações levadas a cabo pelos muçulmanos.

Normalmente eles são identificados como "não-ocidentais", "de pele escura", "do médio oriente", et cetera.
Depois da polícia reportar que os muçulmanos estavam a violar as mulheres norueguesas devido às suas convicções religiosas e que isto era, segundo os muçulmanos, moralmente correcto, um aceso debate público tomou forma. Nesse debate "os ministros governamentais, a maioria deles anti-semitas assumidos, alegaram que a reportagem e a sua publicação servem a Israel e à sua política de ocupação".

Ou seja, segundo os esquerdistas do governo norueguês, é irrelevante que as mulheres norueguesas estejam a ser brutalmente violadas por muçulmanos; o que importa para eles é que Israel de alguma forma ou outra está a ver validada a sua política de construir casas no seu próprio país.

O ministro da Justiça defendeu a reportagem policial mas acrescentou que "Israel deve estar contente em ouvir isto". Segundo este palhaço ignorante, os Judeus alegram-se com a violação de mulheres norueguesas.

Bello afirma que, em muitas partes da Noruega, as mulheres não se atrevem a sair de casa à noite e que muitas pintaram o seu cabelo de preto devido à sua crença de que o cabelo loiro é mais atractivo para os violadores muçulmanos.

Algumas norueguesas andam com gás lacrimogéneo embora isso seja contra a lei.

Fonte


Mais uma vez se vê que o politicamente correcto é destrutivo para o mundo civilizado. Se não fosse a aliança entre a esquerda política e os maometanos, este tipo de acção há muito que teria sido neutralizada.

No entanto, como a esquerdalha quer usar o voto islâmico para manter o poder, não é permitido usar qualquer tipo de medida para parar a violação de mulheres inocentes.

Se os muçulmanos não respeitam a integridade física das mulheres norueguesas, eles deveriam ser "convidados" a voltar para os seus desertos retrógrados.

Segundo os esquerdistas noruegueses, Israel aprova este tipo de actos.

3 comentários:

  1. Um verdadeiro cristão tem o dever de apoiar Israel, única democracia do Oriente Médio.

    ResponderEliminar
  2. Vergonhoso. E esse é o retrato da religião da paz, rs.

    ResponderEliminar
  3. Esse é o retrato da religião da paz, rs.

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ShareThis