MITOS ISLÂMICOS

domingo, 7 de dezembro de 2014

Muçulmanos decapitam 4 crianças Cristãs que se recusaram a negar a Cristo

Por Heather Clark

Quatro crianças Iraquianas declararam o seu amor pelo Senhor Jesus perante a ameaça de morte quando muçulmanos do país exigiram que eles se convertessem ao islão. Andrew White, capelão da Igreja "St. George’s Anglican Church" em Bagdade, contou a história através dum vídeo, aproveitando para salientar a perseguição que os Cristãos to país têm sofrido, e a coragem das crianças por permanecerem imóveis na sua fé apesar das consequências:

O Estado Islâmico apareceu e disse às crianças, "Digam as palavras que demonstram que vocês irão seguir a Maomé!" As crianças, as quatro com menos de 15 anos, disseram, "Não, nós amamos a Jesus. Sempre amamos a Jesus e sempre iremos seguir a Jesus. Ele tem estado sempre connosco."

 Os muçulmanos exigiram mais uma vez que as crianças afirmassem que iriam seguir a Maomé:

Eles disseram, "Digam as palavras!" mas as crianças disseram, "Não, não podemos".

Foi então que os muçulmanos decapitaram as crianças. White, visivelmente comovido, afirmou:

Os muçulmanos cortaram todas as suas cabeças. Como é que se responde algo desta natureza? Só chorando. Elas eram as minhas crianças (sendo do meu país). É com este tipo de coisas que temos convivido. É com este tipo de coisas que estamos a conviver.

Durante o vídeo, White falou também das histórias de outros Cristãos que estão a sofrer perseguição no Iraque, especialmente em cidades como Bagdade e Nínive. Ele disse também que as coisas ficaram especialmente duras quando o Estado Islâmico deu início à sua insurreição e expulsou os Cristãos das suas casas:

O Estado Islâmico perseguiu-os e expulsou-os a todos - e não só a alguns, e mataram muitas pessoas. Eles cortaram crianças ao meio. Eles cortaram as suas cabeças. E eles avançaram para o norte e o que aconteceu é demasiado terrível.

White disse que aproximadamente 250,000 Cristãos continuam deslocados num país onde se estimava existirem 1 milhão de Cristãos:

O Estado Islâmico disse a um homem, um adulto, "Ou dizes as palavras para te converteres ao islão, ou iremos matar os teus filhos". Ele estava desesperado. Ele disse as palavras. Depois disto, ele ligou-me e disse, "....eu disse as palavras. Será que isto significa que Jesus já não me ama? Sempre amei a Jesus. Eu disse aquelas palavras porque não conseguia ver os meus filhos a serem mortos." Eu disse, "Eliaz, não, Jesus ainda te ama. Ele sempre te irá amar".

White disse ainda que os muçulmanos tentaram também matá-lo, e como tal, ele foi aconselhado por antigo colega a fugir do país. White é de opinião que não é possível os Cristãos viverem segundo as regras do Estado Islâmico:

Todos eles tiveram que fugir.

Fonte: http://goo.gl/Q1biHd

* * * * * * *

Tal como dito várias vezes, o problema não é o Estado Islâmico, a al-Qaeda ou o Boko Haram, mas sim o islão; onde quer que existam maometanos dispostos a seguir o exemplo de Maomé, mortes, decapitações, abusos de menores e opressão das minorias religiosas ocorrerá. Para se ver isso mesmo, basta saber o tipo de coisas que Maomé ensinou e o exemplo da sua vida.


1 comentário:

  1. Legendado aqui nessa canal: https://www.youtube.com/watch?v=tFikAer2lHM

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ShareThis